5 motivos para assistir Stranger Things HOJE!

Se você ainda não conhece Stranger Things, já deve pelo menos ter ouvido alguém comentar no escritório ou visto alguma referência por aí na internet. A  incrível nova série da Netflix, que conta a história do desaparecimento de um garoto em uma cidade pequena dos EUA, tem ganhado cada vez mais notoriedade ao unir a nostalgia dos anos 80 a um roteiro de suspense super enigmático.

O ponto é: você precisa começar a assistir a série HOJE! E a gente vai te dar 5 motivos pra isso:

1 – O RETORNO DE WINONA RYDER

Sim! Ela está de volta e maravilhosa em sua atuação. Winona Ryder já foi uma das queridinhas da América e uma das figuras mais icônicas dos anos 90  no cinema. Com títulos como BeetleJuice, Edward, mãos de Tesoura, Heathers, Alien e Cisne Negro no currículo é com certeza uma grande atriz para sempre se prestar atenção. Em algum momento de sua carreira, o fato de ela sofrer de cleptomania ter se tornado publico derrubou todos os louros que tinha conquistado e há tempos não a viamos com papeis importantes na indústria. Bom… aqui está! O papel de mãe do garoto que sumiu, desesperada e louca para o encontrar é desafiador, e Winona tira de letra. Como sempre.

2 – A TRILHA SONORA

Não estou falando somente dos clássicos do rock que embalam muitos dos momentos da trama (que a Netflix nos fez o grande favor de compilar em uma playlist no Spotify… s2). “Should I Stay or Should I Go” é a escolha perfeita para ser tema do menino que sumiu e se vê sozinho correndo perigo. Há muito significado nessa escolha. Mas o que mais me chamou atenção foi a trilha instrumental criada por  Kyle Dixon e Michael Stein para manter o clima de suspense e tensão durante todas as passagens da série. Tudo foi inspirado nos anos 80, e a música não foi diferente, usando sintetizadores e uma vibe “jogo de fliperama” 8bit. Muito boa a sacada e a execução. O tema de abertura já é um dos meus preferidos de todos os tempos.

 

3 – CLIMA E REFERENCIAS DOS ANOS 80

A história se passa em 1983 em uma cidade bem característica do interior dos Estados Unidos. Mas além de ambientar a série naquela época pelo primor da equipe de produção a Netflix ainda acertou em cheio em criar diversas referências a grandes títulos da indústria originais daquele tempo. O resultado é uma grande sensação de nostalgia de quem viveu naquele período por estar tão familiarizado com a narrativa, a estética e até a alguns clichês divertidíssimos  da época. Pra você ter uma ideia do que estamos falando, assista ao video abaixo com um compilado de algumas grandes referências.

4 – É MUITO BEM PRODUZIDO

Bom… não tem nem o que falar aqui. Os 3 primeiro pontos que citei já explicam o que eu quero dizer. A Netflix, mais uma vez, fez grandes escolhas para a produção de mais uma de suas séries: o roteiro é extremamente original e autêntico e nos lembra muito as produções do Spielberg; O casting é muito bem feito e nos dá grandes pérolas como a volta da Winona e os achados Gaten Matarazzo (Dustin, o garoto sem dentes) e a incrível Millie Bobby Brown, que rouba a cena e dá show de interpretação com pouquíssimas falas; O figurino é ótimo, a fotografia linda, a trilha incrível… Enfim…

5 – Só SE FALA NISSO

Sério! Assista o quanto antes para evitar spoilers: a internet está cheia de referências e memes da série. Stranger Things tem ganhado cada vez mais  e mais rápido uma fan base baseada praticamente no boca-a-boca. Eu decidi por assistir justamente porque estava começando a ficar por fora das piadinhas e a não entender imagens que vinham sendo postadas pelos meus amigos. O que eu fiz? Corri e assisti tudo de uma vez só. E não deu outra: eu só falo disso, tenho indicado pra todos e comento sobre cada cena que me fez ficar apavorado de tensão e até emocionado. Então corre! Vai lá assistir e contar pra gente o que você achou.

COMPARTILHAR
Thiago tem 25 anos, é comunicador e acredita que marketing é pra tudo e todos. Aquariano. Up Tempo. Amante da música, do entretenimento, da arte e da cultura pop. Movido por novidade! @thicerqueira

DEIXE UMA RESPOSTA

Escreva seu comentário
Seu nome aqui