Conselhos de “sucesso” e porque nem sempre é bom ouvir eles

Isso é um texto de opinião. A minha opinião. E a mensagem principal é essa: Nenhum consultor nunca vai te falar algo que nunca foi feito. Agora me fala quem que fez um sucesso estrondoso, entrou pra história, quebrou tudo fazendo o que todo mundo já fez? Ok, algumas pessoas. Mas definitivamente não todo mundo.

Agora não me entendam errado, seguir o conselho de alguém que sabe muito mais que você não é uma coisa ruim, se não ainda estaríamos comendo frutas envenenadas. Sim, é bom seguir conselhos, ler livros, seguir alguns exemplos. Mas pelo amor de deus não deixe que as pessoas freiem suas ideias.

Se você tem uma ideia, um plano para executar ela, recursos o suficiente e segurança pra dar cara a tapa você tem algo único nas suas mãos. Não deixe que alguém fale “ah, mas isso nunca ninguém fez isso antes, não vai dar certo”. Imagina se o Steve Jobs, Leonardo da Vinci, Amelia Earhart tivessem ouvido esse conselho. A gente também ainda estaria catando frutinha envenenada.

Aprendemos com o que as pessoas que vieram antes de nós fizeram, mas pra gente ir pra frente a gente também precisa ignorar elas um pouco também. Todas essas pessoas que inovaram ou fizeram algo diferente tem algo em comum, e quando digo algo diferente não preciso ir muito longe. Me refiro também ao zé, que desistiu da carreira maçante de advogado pra abrir uma pizzaria e hoje ta felizão. Você conhece esse Zé, todo mundo conhece alguém assim.  O algo em comum? Mais do que uma pessoa falaram pra elas que isso vai dar errado, que é uma ideia estúpida.

Agora o negócio das ideias estúpidas, é que absolutamente TODAS, todinhas as ideias novas são estúpidas até que se prove o contrario. Pegar as sementes das frutas e plantar varias em um lugar só pra gente não ter que mudar de lugar em lugar caçando? Estúpido. Fazer uma coisa redonda e colocar embaixo das coisas que a gente transporta pra gastar menos tempo e força? Um absurdo. Um computador dentro de casa? Você está louca? Um telefone que você pode colocar no bolso e sair andando? Interna ela, gente.

Acho que deu pra sacar meu ponto, né gente? Tirem o que quiserem desse texto, mas saibam que meu objetivo é fazer você repensar se sua ideia é tão estúpida assim. Acredito que o mundo poderia ser bem melhor se mais pessoas fossem atrás de realizar suas ideias “estúpidas”.

COMPARTILHAR
Morando em Amsterdam e sonhando com a vida de nômade digital. Amo filmes, séries, livros, contos em volta de fogueira, letras de música. Resumindo, toda boa história. Tudo que é novo me da energia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Escreva seu comentário
Seu nome aqui