8 colivings ao redor do mundo que você precisa conhecer

Depois da febre dos coworkings, agora é a vez do coliving. Empresas estão comprando prédios inteiros e criando áreas comuns como cozinha, sala de estar e com quartos individuais maiores como uma maneira mais barata, sustentável e social de viver. O coliving pode ser comparado a uma república de faculdade para os mais crescidos. Aqui estão alguns dos mais criativos do mundo.

  1. Live Zoku – Amsterdam, Holanda

A área que também conta com um restaurante e um coworking é divida entre espaços individuais e espaços sociais. Dá para viver apenas no espaço individual que funciona como um estúdio, um espaço pequeno com todas as facilidades. Quando os moradores precisam de mais espaço sociais como a cozinha e uma sala de estar. O espaço também funciona como um hotel e você pode ficar lá por 110,00 euros por noite.

P.S.: O espaço também conta com serviços como impressoras 3D e você já tem uma bike garantida para conhecer a cidade.

2. Embassy SF, São Francisco, Estados Unidos

A Embassy SF é a primeira unidade do Embassy Network, uma rede de colivings que além de várias cidades nos Estados Unidos também está na Grécia, Costa Rica e Haiti. A unidade original em São Francisco fica em uma casa vitoriana, você pode ficar lá por 65,00 dólares a noite.

O lugar se destaca por ser extremamente social e a vibe de compartilhar e respeitar é a lei.

View this post on Instagram

Знатоки в сборе

A post shared by Andrew Zaitsev-Zotov (@andrewzotov) on

View this post on Instagram

#experiment #sfhostel

A post shared by Kim Ruelo (@kimruelo) on

3. We Live, Nova Iorque, Estados Unidos

A mega rede de coworking abriu o primeiro coliving em Nova Iorque no começo de 2016. Eles oferecem opções de estúdios, e apartamentos de um a quatro quartos. A maior vantagem é a flexibilidade de conseguir um apartamento sem ter que fazer um compromisso, perfeito para nômades digitais. Também é possível agendar o espaço só por algumas noites. Além disso quem usa o coliving também tem acesso ao coworking, estúdio de Yoga, cozinha de chef, um app para conectar com os vizinhos e chá, água e café a vontade o dia inteiro. Além disso o espaço fica na área de Manhattan, onde os alugueis de apartamento normalmente não são tão acessíveis, ou mesmo os preços de hotel.

4. Roam, Bali, Indonésia,

O conceito do Roam foi causa de muito murmurinho no mundo dos nômades digitais. Roam é o primeiro coliving onde você paga um aluguel fixo e tem uma casa garantida em Bali, Miami, Londres, Tokyo e São Francisco é a próxima cidade a receber uma unidade. O aluguel começa a 500 dólares por mês, mais barato que muito aluguel em São Paulo ou no Rio. A unidade de Bali foi a primeira e é ridiculamente charmosa.

5. Sun and Co, Javea, Espanha

O nome diz tudo, sol e companhia. O lugar no sul da Espanha atrai europeus em busca do sol e preços mais camaradas. Um dia em um quarto privado sai por 33 euros. A casa é uma mansão de 4 andares com quartos compartilhados e privados e uma área social de 200 metros quadrados.

6. Acasa, Rio de Janeiro, Brasil

Tem Brasil na lista, sim! Inclusive, já existem vários espaços de coliving espalhados pelo Brasil. Acasa fica em Santa Teresa, no Rio. Eles abrem a casa para eventos e workshops como aulas de numerologia ou aulas de Yoga duas vezes por semana e até casamento já rolou. Além disso eles recebem aulas de comunicação não-violenta e aplicam no dia-a-dia da casa.

7. The Landing Pad, Barcelona, Spain

O The Landing Pad é um braço da empresa Coworkation, que organiza viagens que são um mix de coworking com férias, como conferências de bitcoin e blockchain em Bali ou de Liderança para mulheres na área rural da Espanha. Já que o público deles já são os nômades digitais eles incorporaram o Landing Pad junto a base da empresa. A estadia é de no mínimo um mês e os preços são a partir de 500 euros por mês.

8. The Collective, Londres, Inglaterra

O The Collective já está consagrado em Londres como flats e agora vem com o co-living em Old Oak. Um dos espaços mais completos do mundo, conta com cinema, spa, academia e vários tipos diferentes de quartos, até para casais com crianças. Além de vários eventos que ocorrem toda semana. O que agrada também é o preço, que começa por 220 libras por semana.

 

 

 

COMPARTILHAR
Morando em Amsterdam e sonhando com a vida de nômade digital. Amo filmes, séries, livros, contos em volta de fogueira, letras de música. Resumindo, toda boa história. Tudo que é novo me da energia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Escreva seu comentário
Seu nome aqui