Como a Estonia virou o país número 1 em empreendedorismo na Europa

Você provavelmente já ouviu falar na Estonia. Um país relativamente pequenos que faz fronteira com a Rússia e a Latvia, logo embaixo da Finlândia. Essa semana o World Economic Forum liberou uma pesquisa revelando o ranking de países liderando no empreendedorismo na Europa e adivinha quem foi o topo da lista? Como o título já falou, a Estonia.

No dia 1 de Dezembro de 2014 a Estonia liberou um programa de e-residência, isso significa que você pode aplicar online para ser um residente do país e em consequência, você pode abrir uma empresa nele. No primeiro ano o programa atraiu pessoas de 225 países e com o Brexit o número de aplicações atingiu as alturas. Milhares de empresas acham na e-residência uma solução de manter seus negócios na União Européia sem ter que se mudar da Inglaterra.

Benefício de uma e-residência na Estonia:

  • Registro de empresa
  • Registro de documentos
  • Online banking
  • Declaração de impostos (caso você escolha declarar eles na Estonia)

Apesar dos benefícios, há algumas limitações. Como por exemplo, ter uma e-residência não te permite morar ou entrar na Estonia. A estratégia da Estonia é tratar o programa como uma Start up, conforme as necessidades que aparecem eles criam novos serviços ou mudam algumas coisas ao redor do programa. Você pode aplicar para o programa no site, mandando seu nome, cópia digital da primeira página do passaporte, cópia digital da sua identidade, um parágrafo descrevendo a razão pela qual você quer a e-residência e o pagamento de uma taxa de 100 euros. Quem sabe o The Trend Killers não vira uma empresa

COMPARTILHAR
Morando em Amsterdam e sonhando com a vida de nômade digital. Amo filmes, séries, livros, contos em volta de fogueira, letras de música. Resumindo, toda boa história. Tudo que é novo me da energia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Escreva seu comentário
Seu nome aqui