Rick and Morty: de comédia à filosofia

Você deve estar se perguntando, o que é esse tal de Rick and Morty que tá todo mundo falando? 

Rick and Morty é uma série de animação norte-america de ficção científica e comédia feita para o público adulto, ou seja, muita violência, palavrões e piadas baixas! A animação foi criação da dupla genial Justin Roiland e Dan Harmon para o bloco de programação noturno Adult Swim. A idéia para a série animada surgiu de uma paródia animada, um curta-metragem do filme De volta pro Futuro criada pro festival de cinema Channel 101, A Adult Swim foi atrás do Harmon para conversar sobre idéias para um programa de TV e com a ajuda de Roiland eles desenvolveram uma série baseada no curta, com novos personagens. 

Resultado de imagem para rick and morty

A série foi ao ar pela primeira vez em Dezembro de 2013 e três anos depois em 2016, as duas primeiras temporadas foram parar no Netflix dubladas em português, atualmente a série está na terceira temporada, rumo a uma possível quarta temporada! Seria meu sonho?

A série conta a história do cientista brilhante, niilista e alcoólatra Rick e seu neto Morty, que juntos uma vida de viagens e aventuras surreais e interdimensionais, além dos personagens principais aparecem muitos outros personagens carismáticos na série. Cada episódio conta uma história totalmente diferente da anterior, é sempre uma nova aventura, novos personagens aparecem e desaparecem na mesma intensidade, ótimas referências, muita ciência do jeito mais escrachado possível e muuuuita coisa sem sentido que vai te fazer pensar “meudeusoqueéquetáacontecendo”, se você gosta de animação, ciência e comédia adulta, você certamente vai gostar. Por que eu amei essa série desde o primeiro episódio!

Resultado de imagem para rick and morty

Além disso, tá rolando uma discussão entre os fãs e telespectadores á respeito da filosofia que permeia Rick and Morty. Acontece que vira e mexe o programa adota uma visão existencialista, mas também rolam outras referências á filosofia, como determinismo, niilismo e até mesmo o trabalho do Friedrich Nietzsche. Tudo isso por conta do comportamento de Rick e outras observações de outros personagens sobre coisas que acontecem na série. O exemplo mais famoso, que todos amam citar é protagonizado pelo Morty, no episódio “Rixty Minutes”: ele argumenta com sua irmã Summer, dizendo que ela não deveria fugir de casa com raiva depois de descobrir que em uma das milhares de realidades alternativas, seus pais estavam mais felizes sem a existência dela:

Em umas das aventuras, eu e o Rick destruímos o mundo inteiro. Então caímos fora daquela realidade e viemos para essa aqui, porque aqui o mundo não estava destruído e, nessa aqui, estávamos mortos. Então viemos aqui, e nós nos enterramos e pegamos o lugar deles. E todas as manhãs, eu tomo café-da-manhã a vinte metros do meu próprio cadáver apodrecido. […] Ninguém existe com um propósito, ninguém pertence a nenhum lugar, todos vão morrer. vem assistir TV?”

Dizem que a afirmação de Morty parece muito com a citação do filósofo existencialista Jean-Paul Sartre:

“Todo o existente nasce sem razão, prolonga-se por fraqueza e morre por encontro imprevisto.”

Resultado de imagem para rick and morty

E você? O que acha? Será que a série de animação é realmente tão profunda? Disso eu não sei, mas sei que é uma animação incrível, dessas que nós precisávamos e que merece mais atenção, recomendo pra todos os meus amigos e agora recomendo também para você que está lendo! Dá uma olhada no trailer da terceira temporada!

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Escreva seu comentário
Seu nome aqui